Monthly Archives:' November 2019

DICAS PARA APROVEITAR A BLACK FRIDAY 2019

PESQUISA

Monitore os preços antes para evitar a chamada black “fraude”. Fique atento!

LOJAS

Verifique se a empresa realmente existe, não compre em qualquer site. Se houver alguma fraude, será difícil receber de volta o valor pago.

DESISTÊNCIA

Se a compra for feita pela internet é garantido o direito de arrependimento em até 7 dias a contar da entrega, mesmo que imotivadamente, com direito a receber o dinheiro de volta.

CANCELAMENTO

Caso a loja faça o cancelamento imotivado da compra, o Consumidor poderá exigir a entrega do produto adquirido ou a devolução integral do valor pago. Cabendo, ainda, a indenização por eventuais prejuízos devidamente comprovados.

DEFEITOS

Caso receba o produto com defeito a loja ou o fabricante tem o prazo de 30 dias para reparo. Se não ocorrer nesse prazo, poderá exigir: troca por outro produto em perfeitas condições; a devolução integral da quantia paga; ou o abatimento proporcional do preço.

Quando se trata de um produto essencial com defeito (geladeira ou fogão) é dever do fornecedor trocar ou devolver imediatamente a quantia paga.

TROCAS

No caso de mercadoria sem qualquer tipo de defeito, o estabelecimento não tem obrigação, ficando ao seu critério regulamentar essa prática.

PRAZO

É preciso que haja previsão da data para entrega, SALVE todos os comprovantes.

O atraso na entrega caracteriza descumprimento de oferta, permitindo que o consumidor possa exigir outro produto equivalente ou desistir da compra, com restituição integral do dinheiro pago, incluindo o frete, assim como eventuais perdas e danos decorrentes da demora.

MERCADORIA NÃO ENTREGUE

Caso o produto adquirido não seja entregue, o Consumidor poderá exigir o CUMPRIMENTO DA OFERTA (entrega); pedir outro produto equivalente; ou, ainda, desistir da compra, com restituição integralmente o valor já pago, incluindo o frete e eventuais perdas e danos decorrentes da demora.

Caso ocorra os problemas supracitados entre em contato com a loja, mas caso persista, procure um advogado especialista. Cabendo avaliação, inclusive, sobre eventual pedido de indenização por danos morais.

E ai, mais alguma dúvida?

#direitodoconsumidor #blackfriday #blackfriday2019

O que é Desapropriação de Imóvel?

É uma causa de perda da propriedade, ocorrendo a supremacia do interesse público sobre o particular, decorrente da prerrogativa do Estado de interferir nos direitos e garantias constitucionais individuais para proteger o bem coletivo e a conveniência social.

.

É um procedimento que visa a transferência compulsória de uma propriedade da titularidade privada para o poder público, baseando principalmente na utilidade e necessidade pública ou interesse social. Ocorre principalmente em casos que atendam a projetos urbanísticos, como o alargamento de ruas, reforma de regiões e demais tipos de intervenções.

.

Assim, caso a Administração Pública opte por este procedimento, é necessário que esta pague uma quantia ao antigo proprietário que teve o seu imóvel desapropriado. Sendo que a própria Constituição Federal dispõe sobre a necessidade de “prévia e justa indenização em dinheiro” (o que comporta exceção, como no caso de pagamento em título da dívida pública nos casos de área urbana não edificada, subutilizada ou não utilizada, bem como nas situações de expropriação por interesse social para reforma agrária).

.

A lei prescreve vários procedimentos para que ocorra referido instituto, os quais devem ser atendidos em sua integralidade pelo Estado para que não acarrete eventual nulidade.

.

Saliente-se, ainda, que não há a possibilidade de discordância pelo proprietário, sendo conferido a ele apenas a discussão do valor indenizatório (pois nem sempre há concordância com relação ao entendimento como “justo” pelo Poder Público) ou, ainda, o apontamento de eventuais irregularidades no procedimento.

.

E você, conhece esse instituto? Tem alguma dúvida a respeito?

.

#desapropriação #desapropriaçãoimobiliaria #desapropriaçãodeimóveis #desapropriaçãoindireta #planodiretor

A IMOBILIÁRIA/PROPRIETÁRIO PODE ACEITAR A DEVOLUÇÃO DAS CHAVES DO INQUILINO QUE ESTÁ EM DÉBITO COM OS ALUGUEIS E/OU ACESSÓRIOS DA LOCAÇÃO?

Esse questionamento é algo corriqueiro na nossa rotina, razão pela qual resolvemos responder através deste post.

Obviamente que receber as chaves nessa situação não é a melhor opção, mas a recusa pode trazer prejuízos ainda maiores, como por exemplo, o abandono do imóvel, entre outros.

Assim, nesse caso, o ideal é que no recibo de recebimento das chaves conste EXPRESSAMENTE a existência de débitos pendentes (se possível descrever todos os débitos/problemas), não dando plena e total quitação do contrato que finda naquela oportunidade.